quinta-feira, julho 24, 2008

Amor e alegria




APRECIE E PASME

Quando nos anos 60, então eu iniciava-me como sonoplasta no Rádio Clube de Angola, por vezes recorria à música italiana para sublinhar textos ou evocar ambientes que o texto que sonorizava, os exigiam. E, se no âmbito dramático a tendência era quase sempre Wagner, e no amoroso Debussy ou Tshaikovski, no popular eu sempre preferia as canções da menina RITA PAVONE.
Lembro-me que uma das suas músicas, tantas vezes eu a ouvi, na época era um êxito, era esta que a menina de dentes feios cantava com tanto talento: CUORE (Coração).



Depois, disso lembro-me de ter feito girar cem vezes sem conta, o disco que os ouvintes pediam em "Gostos não se discutem" - FORTÍSSIMO. Um poema ao amor que se diz baixinho ao ouvido do ser amado (te amo...) e, mais tarde, se tem de gritar ao mundo: TE AMO, TE AMO, TE AMO, para todo o Mundo ouvir.. e você oiça neste vídeo que retirei do YouTube, em que apenas foi gravada a interpretação da canção. E a imagem da capa do 45rpm, na época editado. Um sucesso. Clique e abra o volume das suas colunas ou ponha auscultadores... oiça de olhos fechados e fixe pormenores... para daqui a pouco pasmar.



Nem pergunto se gostou. Sei que adorou esta miúda, esta canção... este poema simples da amor. Ela, Rita era uma miúda encantadora e, hoje, em vida, tem 63 anos. SIM, ESCREVI 63 ANOS. Mas, saiba mais... e pasme. Veja o vídeo que a seguir lhe ofereço, e que me foi enviado por e-mail um amigo que tem colaborado comigo na pesquisa de coisas ímpares, que a net não esconde. Nem lhe digo mais nada. Apenas:
SENHORAS E SENHORES,
RITA PAVOVE...


E, agora, oiçam a mesma canção num arranjo de Edição e Legenda, com a tradução do poema. Vale a pena... ouvir a segunda vez (diferente) e perceber o poema. Se, uma lágrima teimosa cair no canto do olho... é natural... é porque você ama alguém.
video